Cipoenses presos na Argentina: Laudo afirma que Parada Cardíaca foi a causa morte da adolescente

0
Ainda segue sem conclusão as investigações sobre morte da jovem argentina Irina Diana López, 15 anos, encontrada morta num quarto de uma pensão situada na Rua Honduras, Bairro San Marco, em Corrientes, Argentina.
Seis brasileiros, entre eles oriundos da cidade de Cipó-BA se encontram presos, suspeitos de terem ligação direta na morte da jovem.
De acordo com Graciela Fernandez Contarde, promotora de justiça que acompanha o caso, o laudo do resultado do exame cadavérico aponta que Irina morreu decorrente de uma Parada Cardíaca, provocada por lesões provenientes de violentas penetrações vaginal e anal. Uma rádio local chegou a cogitar que a Parada Cardíaca teria sido proveniente do exagerado consumo de drogas, o que não foi confirmado pela Promotora.
Um brasileiro identificado como Wenderson Souza está sendo considerado o principal suspeito, porém os demais continuam presos, já que estão sendo investigados sobre possíveis participações no crime. Ainda de acordo com informações, as autoridades aguardam o resultado de exames de materiais coletados no corpo da jovem, que podem identificar o verdadeiro responsável pelo ocorrido.
Brasil
O PORTAL ALERTA entrou em contato com o Ministério das Relações Exteriores, pedindo mais explicações sobre o caso, além de saber as reais condições em que os brasileiros se encontram. Em resposta, o Itamaraty afirmou que pediu informações ao Consulado brasileiro na argentina que já está apurando o caso junto às autoridades locais.
Ainda ao PORTAL ALERTA, foi informado que algumas informações não poderão ser passadas em respeito à Lei de Acesso à Informação e em Respeito à Privacidade, mas caso algum parente dos brasileiros presos queira maiores informações, poderá entrar em contato com o Ministério das Relações Exteriores, para obter o desejado.
 
O Caso
O crime teria acontecido no dia 03 de janeiro, quando um grupo de brasileiros e argentinos, estavam reunidos em comemoração ao aniversário de um deles. Na ocasião, o grupo estaria fazendo uso de bebidas alcoólicas, bem como entorpecentes.
Irina, uma garota de apenas 15 anos, chegou a tirar uma fotografia com o grupo, registrando o momento da festa, porém logo em seguida foi encontrada nua, apresentando sangramento na genitália, sem os sinais vitais.
Sete pessoas foram presas, dentre elas seis brasileiras e uma argentina, sendo que esta última foi liberada após prestar depoimento. Já os brasileiros, moradores de Cipó-BA, se encontram presos, suspeitos de participarem do crime de estupro seguido de morte.
Share.

About Author

Comments are closed.